Batalha de remakes, quem ganha? – 5 filmes que ganharam remakes

A cada dia novas histórias são contadas nos cinemas, mas algumas são tão boas que merecem ser revisadas. Muitas com um novo enredo, nova roupagem mas a ideia inicial está sempre lá, é inevitável não comparar. Na dúvida, vale assistir todas as versões e eleger a sua preferida! Separamos cinco filmes que já ganharam remakes (mesmo que não precisassem) em que a maioria podem ser assistidos na Netflix! 🙂

A fantástica fábrica de chocolate (1971) e A fantástica fábrica de chocolate (2005)

Vamos começar com um clássico infantil: a fantástica fábrica de chocolates. Bom, o primeiro foi dirigido por Mel Stuart, não obteve grande sucesso de bilheteria, mas devido às exibições na TV aberta tornou-se um clássico cult e queridinho pelas crianças, com o talentoso Gene Wilder no papel de Willy Wonka. Já a segunda versão foi dirigida por Tim Burton e não se pode esperar nada mais do que o universo dele impresso no longa e, ainda, seus colaboradores assíduos: o amigo Johnny Depp e sua ex-mulher Helena Bonham Carter. Já no papel de Charlie temos Freddie Highmore, de Bates Motel. A versão de Tim é mais fantasiosa, com uma característica do surrealismo alemão.

Carrie (1976) e Carrie – A estranha (2013)

Baseado no romance homônimo de Stephen King, ambos são bem parecidos. O primeiro foi considerado um filme de terror, mas com tantos filmes bem mais aterrorizantes, o segundo ficou mais como um suspense adolescente. Ainda mais que Carrie White foi interpretado pela então adolescente Chloë Grace Moretz. Para completar o elenco temos Julianne Moore, como mãe de Carrie e, ainda,  Ansel Elgort (A culpa é das estrelas).

Onze Homens e um Segredo (1960) e Onze Homens e um Segredo (2001)

Embora a primeira versão tenha contado com Frank Sinatra e Dean Martin, os nomes de peso não o fizeram especial e o mesmo recebeu críticas negativas. Entretanto, na segunda versão, de Steven Soderbergh, a história veio mais leve e divertida, com um elenco mais estrelado ainda: George Clooney, Brad Pitt, Matt Damon, Julia Roberts e outros. Agradou tanto que rendeu duas sequências. Vale lembrar que será lançado em 2018 a versão feminina, intitulada de “Oito mulheres e um segredo“, que também será dirigida por Soderbergh.

King Kong (1933), King Kong (1976), King Kong (2005) e King Kong: A ilha da Caveira (2017)

A história já foi explorada 4 vezes, entretanto, o de 2005 foi fiel à primeira versão, por manter sua trama na década de 30. O primeiro, por ser uma novidade, foi até classificado como um filme de ação/terror.

Vamos ao elenco de cada filme:
(1933) Fay Wray, Bruce Cabot e Robert Armstrong.
(1976) Jessica Lange, Jeff Bridges, Charles Grodin, John Randolph, Rene Auberjonois, Ed Lauter, Rick Baker, Julius Harris, Jack O’Halloran, Dennis Fimple, Jorge Moreno, Mario Gallo e John Lone.
(2005) Naomi Watts, Jack Black, Jamie BellKyle Chandler e Adrien Brody.
(2017) Tom Hiddleston, Samuel L. Jackson, Brie Larson, Jason Mitchell, Corey Hawkins, Toby Kebbell, Tom Wilkinson, Thomas Mann, Terry Notary, John Goodman e John C. Reilly.

O Quarteto Fantástico (1994), Quarteto Fantástico (2005) e Quarteto Fantástico (2015)

A primeira versão foi um filme independente, de Roger Corman e Bernd Eichinger. A programação era de lançamento em 1994, mas o longa nunca foi lançado oficialmente. Porém, cópias ilegais começaram a circular depois de alguns anos. O reboot aconteceu em 2005, com o sucesso de bilheteria e recepção mista pela crítica. Ioan Gruffudd como o Senhor Fantástico, Jessica Alba como a Mulher Invisível, Chris Evans como o Tocha Humana, Michael Chiklis como Coisa, e Julian McMahon como o Doutor Destino. Rendeu duas sequências.

A terceira versão da história, foi considerado um dos piores filmes de super-herói e foi um fracasso de bilheteria. Os atores Miles Teller, Kate Mara, Michael B. Jordan e Jamie Bell interpretaram os papeis principais do filme.

Leia Também

Comentários

Comentários

Thais Guimarães10 Posts

Apaixonada por séries e filmes, música, mundo geek e casamento. Jornalista por escolha e cinéfila por falta de opção. Afinal, quem não gosta bom sujeito não é. Sou também do @noiveicasei, me segue lá.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember meLost your password?

Don't have account. Register

Lost Password

Register